Uma garrafa de spaten
Copos vistos de cima, de diferentes tamanhos e formatos
Garrafa de cerveja colorado
Um copo de cerveja apoaido em uma mesa com futas atrás
ReZÉnha » Os 7 diferentes tipos de destilados e suas características

Os 7 diferentes tipos de destilados e suas características

Drinks sendo fotografados de cima

Os destilados têm poderes mágicos de transformar qualquer resenha em uma verdadeira festa. Se você sempre fica em dúvida de qual escolher e qual drink fazer, veio ao lugar certo! Preparei um guia sobre os tipos de destilados mais famosos do mundo!

Vim aqui te ajudar a desvendar os segredos dos tipos de destilados. A ideia é fazer um passeio pelas tradições, métodos de produção e sabores que fazem das principais bebidas destiladas uma jornada única. 

Seja você fã de um bom drink, ou alguém que ainda está explorando os sabores dos variados tipos de coquetéis, vem comigo conhecer mais sobre estas bebidas que fazem sucesso em todos os cantos do mundo. 

Bora brindar à diversidade de destilados e aos momentos que eles tornam inesquecíveis. Vem comigo que te explico tudo!

Os 7 tipos de destilados mais famosos no mundo

Se há algo que transcende fronteiras e culturas, é a arte de transformar ingredientes simples em líquidos complexos e irresistíveis. Eis que surgem os famosos destilados! 

Confira os tipos de bebidas destiladas que mais fazem sucesso no mundo:

1. Vodka

Uma caipirinha em uma mesa de madeira com os limões ao seu lado

Seja apreciada pura, gelada ou em drinks, a vodka é uma expressão da arte destilada que atravessou fronteiras culturais e geográficas. É a simplicidade e qualidade em forma de bebida!

A origem exata da vodka é assunto de debate entre russos e poloneses. Mas, mundialmente, a Rússia é creditada como o seu berço. Começou a ser produzida nos mosteiros russos no século XIV, e é tradicionalmente feita a partir de grãos como trigo, centeio ou milho, ou até mesmo de batatas.

A pureza é uma característica fundamental da bebida. Tem um processo de destilação versátil, caracterizado por sua neutralidade. A cor é incolor, reforçando a ênfase na pureza. A sua essência é a ausência de sabor e aroma intrusivos, o que a torna perfeita para ser base de drinks variados.

Ao degustar uma vodka de qualidade, você percebe uma sensação quase sedosa na boca. As vodkas premium podem apresentar toques de grãos, um leve adocicado ou até mesmo uma mineralidade. Porém, são bem sutis, a essência permanece sempre cristalina. Isso permite que cada gole seja uma experiência suave e elegante para quem a aprecia.

2. Whisky

Whisky sendo servido em um copo

O whisky nasceu na Escócia e seu nome tem uma origem curiosa: é derivado da palavra gaélica “uisge beatha”, que significa “água da vida”. Começou a ser fabricado em mosteiros durante o século XV, onde monges destilavam grãos para fins medicinais e, eventualmente, recreativos.

A produção da bebida é meticulosa, e dura muito tempo. O grão, geralmente cevada maltada, é maltado, moído e misturado com água para criar uma pasta chamada “grist”. Esta mistura é então submetida à fermentação para gerar um líquido alcoólico denominado “wash”. A destilação acontece em alambiques de cobre, e o destilado é coletado e envelhecido em barris de carvalho.

A mágica acontece durante o período de envelhecimento, onde o whisky absorve aromas e sabores do barril. Este tempo pode variar de alguns anos a décadas, e as bebidas mais jovens podem apresentar sabores frescos e vibrantes, enquanto os mais envelhecidos desenvolvem riqueza, suavidade e nuances sutis.

Ao degustar um bom whisky escocês, podemos esperar uma explosão de sabores. Notas de baunilha, caramelo e mel são frequentemente encontradas, vindas diretamente do contato com o carvalho do barril. Já os mais frutados, por outro lado, podem apresentar toques de maçã, pera ou frutas cítricas. 

A complexidade de sabores se estende a especiarias, como canela e noz-moscada, que abraçam o paladar e criam uma experiência sensorial única. Não é à toa que encontramos fãs apaixonados pela bebida por todo o mundo, é bom demais!

3. Rum

Rum em uma mesa

O rum surgiu nas ilhas do Caribe e se tornou destaque no comércio envolvendo América, Europa e África, lá no século XVII, e se espalhou pelo mundo. 

A produção começa nas plantações de cana-de-açúcar: depois de colhida, ela cana é esmagada para extrair o suco, que vira o “mosto” após ser fermentado. Em seguida, vai para os alambiques, onde acontece a destilação. 

O destilado é coletado para envelhecimento, parte essencial do processo de produção. O líquido é colocado em barris de carvalho, muitas vezes previamente utilizados para envelhecer uísque ou vinho. O período varia de alguns anos a décadas, enquanto isso o rum absorve os sabores do barril, resultando em uma bebida complexa e rica.

Versátil e com variações, encontramos no mercado categorias distintas de rum como o branco, o dourado e o envelhecido, cada um com suas características únicas. Além disso, o teor de açúcar residual pode variar em cada um deles, impactando a doçura final.

Ao degustar um bom rum, se prepare para uma sinfonia de sabores tropicais. Notas de caramelo, baunilha e canela muitas vezes surgem do envelhecimento em barris de carvalho. Já o rum branco, por exemplo, pode surpreender com notas mais frescas de frutas tropicais, como abacaxi e coco. Delícia demais!

4. Tequila

Shots de tequila

A tequila tem suas raízes cravadas no coração do México. Produzida a partir da agave azul, uma planta suculenta nativa da América Latina, ela tem uma história rica, que remonta aos tempos pré-colombianos, quando os nativos já fermentavam o aguamiel, o néctar da agave.

A agave é colhida manualmente, muitas vezes por jimadores especializados, que removem as pencas para revelar o “piñ̃a”, o coração da agave. Essas piñas são cozidas em fornos de alvenaria ou autoclaves para liberar os açúcares.

Após o cozimento, as piñas são esmagadas para extrair o suco que será fermentado para produzir o “mosto”. Em seguida, ele será destilado em alambiques de cobre, resultando em um destilado bruto conhecido como “ordinario”. Este é novamente destilado para, então, criar a tequila da forma que conhecemos.

Existem diferentes categorias de tequila. A tequila blanco, também conhecida como prata, apresenta frescor e sabores vibrantes, com toques picantes e frutados. 

A tequila reposado descansa em barris de carvalho por pelo menos dois meses, adquirindo uma suavidade e notas de baunilha. Já a añejo, envelhecida por um período mais longo (mínimo de um ano), revela uma complexidade maior e tons de carvalho, chocolate e frutas secas.

Leia também: Drinks com cerveja Corona: 15 receitas pra arrasar no rolê

5. Gin

Gin em uma taça de vidro

Originário dos Países Baixos, mas imortalizado pelos britânicos, o gin é uma bebida que se tornou a tela em branco dos mixologistas e apreciadores de coquetéis com destilados. 

Ele vem de grãos neutros, como cevada ou trigo, destilados para criar um espírito incolor. O diferencial está na infusão de botânicos. O zimbro é o protagonista, mas uma variedade de ervas, especiarias, frutas cítricas e raízes são adicionadas para criar aromas maravilhosos.

É possível encontrar no mercado diversos estilos de gin, desde o London Dry, que é seco e equilibrado, até o Old Tom, mais doce e encorpado. Nos últimos tempos, surgiram gins de estilo contemporâneo, que incorporam novos ingredientes e técnicas de destilação inovadoras.

Se você é da galera dos drinks, não pode deixar faltar um bom gin na sua resenha. É sempre sucesso garantido!

6. Conhaque

Conhaque em uma taça apoiada em uma mesa de madeira

A história do conhaque remonta ao século XVII, quando os produtores de vinho da região de Cognac, na França, começaram a destilar o vinho excedente para evitar que estragassem. 

Após a fermentação das uvas, o vinho é destilado em alambiques tradicionais de cobre, conhecidos como “charentais”. Este destilado, chamado de “eau-de-vie”, é então colocado em barris de carvalho para envelhecer.

O envelhecimento é decisivo para o sabor do conhaque. Ao longo dos anos, absorve os taninos e compostos aromáticos do carvalho, desenvolvendo uma complexidade e suavidade notáveis. O conhaque mais fino é muitas vezes originário de barris que foram usados por décadas.

O conhaque é classificado de acordo com a idade e a região de produção. As classificações mais comuns incluem VS (Very Special), VSOP (Very Superior Old Pale) e XO (Extra Old), sendo o último um envelhecimento excepcionalmente longo.

Degustar um conhaque é uma parada refinada! Notas de frutas secas, como damascos e passas, muitas vezes misturam com aromas de baunilha, chocolate e especiarias provenientes do carvalho. O sabor é rico, suave e complexo, com nuances que se revelam lentamente no paladar.

7. Cachaça

Cachaça sendo servido em taças pequenas

Não podemos deixar de fora a nossa brasileiríssima cachaça! A bebida surgiu por volta do século XVI, quando os portugueses começaram a cultivar cana-de-açúcar nas nossas terras tropicais. Inicialmente era utilizada como medicamento, mas logo ganhou popularidade como uma bebida apreciada pelos escravizados e, posteriormente, por toda a sociedade brasileira.

Começa com a colheita da cana-de-açúcar, onde é extraída a famosa “garapa”. Este caldo doce é fermentado para produzir um mosto que, após a destilação, se transforma na cachaça.

As categorias da cachaça refletem o seu processo de envelhecimento. A “cachaça branca” é jovem e não envelhecida, e pode surpreender com notas mais frescas e frutadas. Já a “cachaça ouro” passa algum tempo em tonéis de madeira. 

A “cachaça envelhecida” permanece em barris de carvalho por períodos mais longos, o que garante uma certa complexidade sutil. Na boca demonstra uma suavidade aveludada, com nuances de baunilha, caramelo e até mesmo toques de especiarias, dependendo do tipo de barril utilizado.

Legal demais, né? Basicamente cada gole de uma bebida destilada é uma viagem no tempo, um mergulho na cultura e uma explosão de sabores únicos. Além disso, cada uma delas conta uma história que vai muito além dos rótulos e das taças. 

Então, da próxima vez que levantar o seu copo ou taça em um brinde, saiba que você está celebrando a história, a tradição, a inovação e a magia destilada que fazem dessas bebidas verdadeiros tesouros da humanidade.

Desejo que sua jornada pelo mundo dos tipos de destilados seja repleta de novas descobertas, novos sabores e, é claro, sempre com a sua galera reunida para compartilhar esses momentos de puro prazer. E conte comigo para deixar a sua resenha mais completa! Aqui no Zé você encontra várias marcas dos destilados que falei.

Chama o Zé Delivery e peça já todas as suas bebidas destiladas preferidas, aquela cerva que chega trincando e petiscos e outras comidinhas pra deixar a sua resenha ainda mais top. E o melhor, entrega em casa e com aquele precinho camarada! 

Acesse o app ou o site do  Zé Delivery e faça o seu pedido!

*Beba com moderação. Aplicativo e site proibidos para menores de 18 anos. Se beber, não dirija.

Mais recentes:

Pessoas brindando com drinks diferentes em taças diferentes

Destilados

8 drinks refrescantes para os dias quentes de verão
Drinks em suas taças em um fundo preto

Destilados

7 receitas de drinks com vodka para agitar a noite
Três garrafas de corona em uma mesa de madeira com limões cortados em volta

Cerveja, Destilados

Drinks com cerveja Corona: 15 receitas pra arrasar no rolê

Baixe o App

Baixe o App

Receba rapidinho na sua casa...

Você precisa ter 18 anos ou mais para consumir bebidas alcoólicas.
Relaxe, o tempo passa rápido!

Você tem 18 anos ou mais?

O Zé Delivery utiliza cookies que são necessários ao funcionamento adequado de suas Páginas e que podem melhorar a sua experiência.